7/19/2010

Luis Fabiano foi o 39º melhor jogador de 2009/10, de acordo com os especialistas do Goal.com...

19/07/2010 - Bem-vindo ao Goal.com 50! Nessa série especial, os editores do mundo todo do Goal.com votam nos 50 melhores jogadores da temporada 2009/10. Diariamente são colocados, em ordem crescente, os perfis de cada um dos 50 melhores. A contagem termina no dia 10 de agosto, com o anúncio do grande vencedor...

Na sua quinta temporada pelos 'Nervionenses', a expectativa de Luis Fabiano comandar o Sevilla a uma glória em 2009/10 era ainda maior. Rumores de uma transferência para o Milan vieram à tona durante o verão, mas não havia dúvidas de que o presidente Jose Maria del Nido estava disposto a manter seu jogador de alto investimento no estádio Ramon Sanchez.

A chegada de Alvaro Negredo no Sevilla, em uma transação histórica para o clube, assinalou uma certa desconfiança em torno do 'Fabuloso' e sua capacidade de chegar à impressionante pontaria que demonstrou em 2007/08, quando marcou 24 gols em 30 atuações. Na campanha seguinte, ele colocou somente oito bolas na rede em 26 partidas. Assim, os que duvidavam tiveram então certeza de que suas suposições sobre o brasileiro estavam certas, mas mesmo assim os torcedores tinham a esperança de que Fabiano voltasse a marcar e era mesmo o grande artilheiro da equipe.

No início da temporada 2009/10, o atacante brasileiro atingiu a incrível marca de 73 gols em 156 participações nos campos da Andaluzia, e estes foram o combustível para a equipe de Manolo Jimenez conquistar um troféu, pela primeira vez, desde os grandes tempos de sucesso de Juande Ramos.

Apesar da derrota para o Valencia na estreia, os 'Nervionenses' com certeza corresponderam às expectativas o mais rápido possível na temporada, brigando de igual para igual com Barcelona e Real Madrid, tornando-se também candidato ao título.

Sem dúvida, Fabiano teve suas melhores atuações no início da temporada com a camisa do Sevilla, e também na Seleção ao marcar duas vezes contra a Argentina num 3 a 1 convincente pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

Sua grande contribuição para o clube espanhol em sua campanha tumultuada por repetidas lesões foi mais uma questão de qualidade do que quantidade, já que ele marcou gols em momentos decisivos como nas viradas sobre Malaga, Villarreal e Osasuna que mantiveram o foco da equipe para continuar lutando pela Liga dos Campeões.

'Los Nervionenses' não cumpriram completamente o desejo de conquistar a liga europeia, mas não se pode culpar Fabiano, pois teve atuações exemplares contra Unirea Urziceni e Rangers na fase de grupos, marcando duas vezes além de ter dado quatro assistências em três jogos na competição.

Apesar de sofrer com lesões em momentos-chave da temporada, o atacante de 29 anos conseguiu atingir a marca de 21 gols em 34 partidas pelo Sevilla, incluindo cinco bolas na rede em quatro jogos na Liga Espanhola que impulsionaram a equipe numa batalha tensa com o Mallorca na última tentativa de conquistar vaga à Liga dos Campeões.

Depois de não ter participado da conquista da Copa del Rey no tiunfo final em maio sobre o Atletico de Madrid, o momento de glória de Fabiano aconteceu na Copa do Mundo da África do Sul, quando fez dois importantes gols - embora um polêmico com o uso da mão - contra a Costa do Marfim na primeira fase.

O gol na vitória de 3 a 0 sobre o Chile nas oitavas foi o último momento de alegria para o Fabuloso que, infelizmente, foi eliminado junto com a Seleção em uma derrota surpreedente para a Holanda nas quartas de final.

Fonte: Goal

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!