10/03/2011

Com espaço dado por rivais, Luís Fabiano fala em gol até o dia 16

A atuação de quase 60 minutos de Luís Fabiano, em sua reestreia pelo São Paulo, teve duas chances claras que não se tornaram gol porque o zagueiro Alex Silva e o goleiro Felipe foram bem e ajudaram o Flamengo a vencer por 2 a 1. Mas o camisa 9 avisa: até o jogo do dia 16, contra o Atlético-GO, no Estádio Serra Dourada, já terá balançado as redes adversárias.



"Vou poder fortalecer a minha perna, treinar e com certeza daqui a dois jogos estarei em melhor forma, já fazendo gols. E depois que o primeiro sair, serão vários", antecipou-se o artilheiro, que enfrentará o Cruzeiro, nesta quarta-feira, e o Inter, no dia 12, com a possibilidade de cumprir sua promessa antes de ir a Goiânia.
Mais do que confiança em sua qualidade, o centroavante gostou de constatar que a marcação no Brasil é menos dura. "Sinceramente, o futebol europeu é totalmente diferente, mais duro. Aqui, deixam espaço e espero me adaptar para, nos próximos jogos, aproveitar o espaço que o adversário proporciona", comentou.

Para ser o finalizador preciso que já marcou 118 gols em 161 partida pelo Sâo Paulo, Luís Fabiano ainda necessita adquirir o ritmo que perdeu ao ficar sete meses se tratando de lesão em tendão próximo ao joelho direito. Além de se encaixar no esquema e provar que é o centroavante que o time tanto sentiu falta.

"É tentar aprimorar as finalizações agora, a parte técnica, e tentar me entrosar com companheiros, o que é difícil porque nunca tinha jogado com a maioria. Se eu, o Dagoberto e o Lucas tivéssemos jogado outras vezes, em determinadas jogadas conseguiríamos criar mais oportunidades. Mas vamos aprimorando na base da conversa, acertando os detalhes", projetou.

O camisa 9 quase não treinou ao lado de Lucas e Dagoberto, seus principais parceiros no setor ofensivo, e, até o dia 16, poderá melhorar seu entrosamento somente com o segundo, já que Lucas ficará com a Seleção Brasileira e só voltará para enfrentar o Atlético-GO. A falta de prática, porém, não desanima Adilson Batista, satisfeito com a movimentação e alteração tática que Luís Fabiano já mostrou ser capaz de gerar como referência no ataque.

"Tenho que enaltecê-lo e parabenizá-lo. Não é tão fácil e simples depois de sete meses inativo e duas semanas de treino com bola um atleta jogar da maneira que ele jogou. Com ele, o time jogou futebol. Foi organizado, criou, tocou a bola. E contra um adversário que joga junto há um bom tempo", elogiou o treinador ao falar da derrota para o Flamengo.

Luís Fabiano, contudo, quer fazer muito mais. Por isso, nem se imagina sendo poupado nesta reta final de Campeonato Brasileiro. "Faltam 12 jogos e quero jogar o máximo possível para estar 100% o quanto antes. Quanto mais jogos, melhor. Faltam poucas rodadas", argumentou.

Clique aki e veja as fotos do jogo São Paulo x Flamengo
Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/FC_OFABULOSO


Veja vídeos do Fabuloso no Youtube - http://www.youtube.com.br/fcofabuloso

Participe de nosso Fórumhttp://luisfabianomatador.webnode.com.br/

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!