11/17/2009

Sleção Brasileira encerra ano vitorioso contra Omã

17/11/2009 - Em ritmo de festa, a seleção brasileira se despede de 2009, nesta terça-feira, contra Omã, às 12h30m (de Brasília), em Mascate. O título da Copa das Confederações, os resultados expressivos contra adversários poderosos e o primeiro lugar nas eliminatórias bem que poderiam ser motivo para muita comemoração às portas da Copa do Mundo de 2010. Mas a celebração pertence ao sultão Qaboos bin Said Al Said, que completa 69 anos no dia 18 de novembro e fez questão de ver o Brasil jogando no país em que manda.

Até o nome do estádio lembra o sultão, no Qaboos Sports Complex Stadium. Ele está no poder absoluto de Omã desde 23 de julho de 1970, quando depôs o próprio pai, Said ibn Taimur. Desde então, se transformou em um ícone. É adorado pela população por saber administrar as relações entre ricos e pobres. Por conta de mais um ano de vida, a capital Mascate está toda decorada com luzes e flores. São 60km de bandeiras do país em avenidas, sem contar o número de fotografias dele penduradas em prédios e viadutos das principais ruas. O problema é que Said ainda não confirmou a presença na própria festa.

Mas não é só o sultão que tem motivos para celebrar. Dunga, muito distante de ser igualmente aclamado pelo povo, fechará a temporada com números que credenciam o Brasil como um dos grandes favoritos para o título mundial em 2010, na África do Sul. Foram 13 vitórias, dois empates e apenas uma derrota, aproveitamento que pôs fim a toda desconfiança que pairava sobre o grupo desde o início das eliminatórias.

- Particularmente, foi um ano muito feliz para mim. Consegui me firmar na seleção e fazer gols importantes. Espero terminar com mais uma vitória – ressaltou o atacante Luis Fabiano.

A seleção brasileira, aliás, tem a chance de fechar a temporada com uma vitória expressiva. Omã não assusta. A equipe dirigida pelo francês Claude Le Roy é apenas a 79ª do ranking da Fifa e vem de uma derrota por 2 a 1, em casa, para a Austrália, no último domingo, pelas eliminatórias da Copa do Golfo de 2011. Mesmo assim, Dunga quer respeito e seriedade.

- É um time bastante forte e experiente por causa dos jogadores que atuam no exterior. Não será um jogo fácil – projetou.

Esta será a penúltima oportunidade de o treinador testar alguns jogadores visando o Mundial. Depois desta partida, o Brasil jogará apenas mais uma vez, em março. Dois meses depois, ele terá de enviar à Fifa a relação com os 23 jogadores que estarão representando o país na África do Sul.

Apesar disso, Dunga deve iniciar a partida com os mesmos titulares que derrotaram a Inglaterra por 1 a 0, sábado, no Qatar. No treinamento de segunda-feira, o gaúcho trabalhou apenas o posicionamento defensivo em jogadas aéreas, não fazendo mudanças na equipe. A decisão, porém, ficou para minutos antes do jogo.

"LuisFa, você é MAIOR e passa por cima de todos os críticos"
Participe da nossa Comunidade no ORKUT
♥_______________________________________________♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!