2/05/2010

A aldeia de Luís Fabiano - por Leandro Iamin

05/02/2010 - Luís Fabiano fez mais um de seus gols pelo Sevilla nesse meio de semana, pela semi-final da Copa do Rei. Gol difícil, de cabeça, saltando pra trás e encobrindo o goleiro.

Na comemoração, vestiu um chapéu que é a marca registrada do presidente do clube em dias de jogo.

A imprensa adorou a homenagem ousada do atacante. Os espanhois apreciaram a ideia e sublinharam o tamanho do futebol do camisa 9 da Seleção.

Que joga muito, que é uma fera, que eu aposto como um dos maiores nomes da próxima Copa. Mas que, como não joga no quadradinho da alegria (Milan, Inter, Real, Barça...), vive a ouvir os outros sugerirem que desperdiça sua carreira num time mediano.

Na minha opinião, Fabiano tem bola pra jogar em qualquer time. Gosto dele, mas gosto ainda mais por isso não afetá-lo, isso é, ele gosta do Sevilla.

Não é o maior time do mundo. Ele sabe. Mas tem torcida, disputa coisas, lha paga bem, tem estrutura, história. Precisa ser o maior time do mundo?

Lá ele conquistou títulos, perdeu coisas dolorosas, lá ele alcançou a Seleção, lá ele viu companheiro de time morrer em campo, lá ele tem carinho - campeão ou não. Porque se desesperar em ir passear em outra aldeia?

Quem acha que Luís Fabiano perde tempo no Sevilla, que vá assistir aos jogos do efêmero Chelsea, cujos jogadores mal parecem vinculados à camisa, à Londres.

Acho improvável, mas que bom seria Luís Fabiano encerrando a carreira no Sevilla. Vestindo o chapéu do presidente, sendo aplaudido de pé por uma das cidades mais cheias de personalidade no mundo.

Ser rei em Sevilha deve ser mais legal do que ser só mais um em Madrid.

Saudações Fabianistas*

3 comentários:

  1. esse cara é foda simplesmente o fabuloso

    ResponderExcluir
  2. Que saudade desse nego no meu time =)

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Pam! Fiquei surpreso, como será que achou meu blog, hehe! Muito bacana o carinho com o camisa 9! abraço.

    ResponderExcluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!