6/25/2010

Lúcio e Luís Fabiano desdenham prêmio de C. Ronaldo

25/06/2010 - Em um confronto sem grandes destaques individuais, a Fifa escolheu o atacante Cristiano Ronaldo como melhor jogador em campo no empate sem gols entre Brasil e Portugal nesta sexta-feira, em Durban. Mas a escolha não agradou aos jogadores da seleção pentacampeã.

"Quem foi escolhido?", questionou o atacante Luís Fabiano, ao ser informado do nome do português. "Se ele foi o eleito, alguém viu outro jogo", ironizou. Titular do técnico Dunga, o zagueiro Lúcio também não concordou com o prêmio ao adversário.

"Isso é uma coisa da Fifa. Sabemos que o Cristiano Ronaldo é um grande jogador, mas no futebol não existe justiça", declarou o zagueiro e capitão do time brasileiro, que conviveu de perto com Cristiano Ronaldo durante o empate no Estádio Moses Mabhida.

Além de concordar com Lúcio, o técnico Dunga apontou o próprio zagueiro brasileiro como melhor da partida. "Se escolheram o Ronaldo, devem ter visto alguma coisa. Eu teria escolhido o Lúcio pela importância que teve para a equipe", declarou o treinador.

Nos números da partida, é possível perceber que a performance de Cristiano Ronaldo no confronto contra o Brasil foi discreta. Dos 13 chutes a gol da seleção portuguesa, o atacante do Real Madrid deu sete, mas acertou apenas um no arco defendido por Júlio César.

Ele recebeu uma bola em impedimento, sofreu seis desarmes e duas faltas. O jogador percorreu um total de 9.095 metros e tentou quatro arrancadas. Alcançou uma velocidade máxima de 28.11km/h e foi superado apenas pelos 29km/h de Michel Bastos. Dos 33 passes que tentou, Ronaldo acertou 14 (42% de eficiência).

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!