6/22/2010

Luís Fabiano comemora tranquilidade para marcar

Saudações Fabianistas*22/06/2010 - Quando admitiu que atacante vive de gols, Luís Fabiano estava falando sério. O jejum sem balançar as redes desde que a seleção brasileira se juntou em Curitiba não o deixava dormir direito, mesmo sem jamais ter sido cobrado pelos companheiros e comissão técnica. Mas ter passado em branco nos dois amistosos na África, contra Zimbábue e Tanzânia, e também na estreia da equipe na Copa do Mundo diante da Coreia do Norte batia em sua cabeça como se ele estivesse devendo ao grupo

O torcedor no Brasil e também nas tribunas dos estádios de Johannesburgo já cobrava uma reação do atacante. Depois de ver a 9 da seleção vestir uma legião de outros jogadores, Luís Fabiano comeu grama para convencer Dunga de que a posição era dele. Conseguiu na segunda parte das Eliminatórias Sul-Americanas e mais efetivamente na Copa das Confederações de 2009, quando foi artilheiro do time com cinco gols.

Mas Dunga estava de olho nele. Sabia do seu fraco aproveitando até antes da partida contra a Costa do Marfim. Em nenhum momento, porém, acenou com a possibilidade de tirá-lo da equipe. O treinador esperou. E Luís Fabiano finalmente reagiu. Os dois primeiros gols da seleção diante dos marfinenses alimentaram o atacante, que voltou a sorrir e a caminhar com a cabeça erguida. "Eu sabia que tinha de dar uma resposta. E tinha de ser contra Costa do Marfim. Atacantes vivem de gols. Há muita coisa ainda pela frente, mas agora tenho mais tranquilidade para trabalhar", admitiu.

Com os gols, ele entra na briga pela artilharia do Mundial, que tem o argentino Higuaín com três gols. O Brasil já tem mais duas partidas garantidas - contra Portugal, nesta sexta-feira, pela terceira rodada da fase de grupos, e nas oitavas diante de um dos classificados do Grupo H (Espanha, Chile, Honduras ou Suíça) "Não penso nisso, nessas conquistas individuais, mas sei que é sempre bom marcar numa Copa. Sei que os gols virão na hora certa Fico feliz principalmente porque pude ajudar a seleção e sei que quando a seleção ganhar o povo fica maluco".

Nenhum dos 23 jogadores de Dunga tem certeza de que estarão na Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Por isso, todos entram em campo para fazer história na África do Sul. Luís Fabiano não quer deixar passar sua chance. Para figurar numa lista respeitada de artilheiros de mundiais, ele precisa fazer mais quatro gols. Não é fácil. Se tivesse marcado pelo menos um contra os norte-coreanos, o caminho seria mais curto. Ronaldo ainda é o artilheiro de todas as Copas, com 15 gols.

Com seis gols estão jogadores também consagrados e que deixaram seus nomes escritos na principal competição da Fifa. São eles: Mario Kempes, Hristo Stoichkov, Lothar Mathaüs, Denis Bergkamp e Salvatore Schillaci, além dos brasileiros Bebeto e Rivellino. Luís Fabiano tem a oportunidade de entrar para esse grupo numa única edição do evento. Está mais animado do que nunca após o fim do jejum.

A força vem de todos os lados. Em suas páginas no Twitter, Ronaldo e Romário cumprimentaram o atacante da seleção. "Boa, guerreiro. Dois gols pra conta", escreveu Ronaldo. ‘Fabuloso’ vai enchendo o seu balaio. E até a Fifa em seu site pergunta: "Será que ele será o artilheiro desta Copa?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!