3/17/2011

Sentimento pelo Tricolor é 'coisa que vem do fundo do coração'


17/03/2011 - Ainda na Espanha, mas ligado no São Paulo. Após anunciar o retorno ao clube paulista, Luis Fabiano faz tratamento com o fisioterapeuta do Tricolor em Sevilha e falou ao site oficial do clube sobre a expectativa do retorno, a preocupação com a adaptação das filhas ao Brasil e o motivo da escolha pelo time paulista. Confira a entrevista.

Expectativa pelo retorno ao São Paulo

"Neste momento, eu estou com um sentimento inexplicável. Apesar de estar voltando para o lugar onde eu sempre sonhei, é um time que levei dentro do meu coração desde a minha saída. Ao mesmo tempo estou triste pelo Sevilla, já que foram seis anos de conquistas no clube. Foi um time que me deu a possibilidade de disputar a Copa do Mundo. Poder reencontrar o torcedor são-paulino e voltar a jogar no Morumbi é algo que venho buscando há muito tempo".

Desejo de jogar no Brasil

"Muitas coisas fazem você pensar em retornar. Primeiro teve a eliminação na Copa do Mundo, que foi muito difícil. Foram seis anos no Sevilla e tenho uma sensação de dever cumprido. Tive algumas desilusões. Algumas coisas não aconteceram da forma natural que eu achei que ocorreriam. E fizeram com que eu parasse para pensar que estava na hora de mudar de ares, time, cidade, objetivos... E nada melhor que voltar para o lugar no qual fui muito feliz e seguir esta minha história no São Paulo".

Vontade da família e adaptação
"Tem um peso muito grande. Você sempre quer estar na sua casa, perto da família. Mas você tem de valorizar muitas coisas antes de voltar. Sabemos de todos os problemas de viver no Brasil. Estamos cientes das dificuldades que vamos encontrar, mas eu sei que fiz a escolha certa em voltar. Adaptação da família me preocupa um pouco, já que minhas filhas nunca moraram no Brasil. Não sei como será na escola. Mas, quando decidimos retornar, colocamos na cabeça que estávamos prontos para superar as dificuldades".

Início das negociações com o Tricolor

"Começaram pelas nossas trocas de mensagens (com o assessor Felipe Espindola). Que tinha uma possibilidade de o São Paulo fazer uma proposta. Conversei com o presidente Juvenal Juvêncio algumas vezes. Quando ele falou que realmente viria alguém para a Espanha para tentar negociar, apresentar uma proposta, eu sabia que teria de colocar alguma ajuda da minha parte. Quase um mês de conversa e no fim deu tudo certo".

Certeza de sucesso no acerto

"Sinceramente eu sempre acreditei que daria certo. Até pelo fato de meu ciclo no Sevilla ter terminado. Eu falei para o presidente da minha vontade. Mas tive uma reunião com ele e aí duvidei. Ele estava irredutível. Outro fato que eu acho que foi fundamental foi a minha lesão. Se eu estivesse 100%, eu iria seguir até junho aqui e não teria esta possibilidade de voltar agora".

Motivo de escolher o São Paulo

"É um sentimento que não tem explicação. Uma coisa que vem do fundo do coração. O tratamento que eu sempre tive no São Paulo, as coisas que eu fiz por este clube... Me sinto muito bem no Tricolor".

Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/fc_ofabuloso

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!