9/14/2011

Sem estrear, Luis Fabiano já presenciou fatos marcantes na equipe

Luis Fabiano foi contratado pelo São Paulo no dia 11 de março de 2011. Ou seja, já se passaram mais de seis meses do seu retorno ao clube paulista sem que o atacante tenha entrado em campo. De lá para cá, o camisa 9 já viu muita coisa acontecer no clube do Morumbi.

O atacante chegou do Sevilla com uma lesão considerada rara, que é a ruptura de um tendão localizado na parte de trás do joelho direito – o músculo semitendíneo. O tratamento conservador, sem a necessidade de cirurgia, começou ainda no clube espanhol. Depois, o mesmo procedimento foi tomado pelo departamento médico são-paulino, que tentou curar Luis Fabiano apenas com fisioterapia.

Sua estreia chegou a ser cogitada contra Goiás e Avaí, entre abril e maio, ambas as partidas pela Copa do Brasil. Mas, devido à grande demora e incerteza na recuperação, foi decidido pela intervenção cirúrgica para correção do problema (20 de maio). Com a intercorrência no tendão resolvida, surgiu um novo obstáculo: o corte da operação.

A incisão realizada na cirurgia não cicatrizou da forma adequada, sendo necessária uma outra operação, desta vez plástica (em 28 de julho), para, enfim, liberar Luis Fabiano. Seu retorno está descartado para este sábado, contra o Ceará, pelo Brasileirão. Ele fará testes na sexta-feira para avaliar se poderá joga contra o Corinthians, na quarta-feira, ou contra o Botafogo, no outro final de semana.

O fato é que o centroavante está bastante ansioso para voltar aos gramados e não esconde isso nos treinamentos no CT da Barra Funda. Mas, enquanto não pode atuar, ele fica apenas como torcedor. E, assistindo de camarote, já presenciou alguns fatos importantes no São Paulo. Veja abaixo:

Gol 100 de Rogério Ceni
Luis Fabiano mal tinha chegado ao Brasil e já presenciou um fato histórico em seu novo clube. No dia 27 de março, na Arena Barueri, o goleiro Rogério Ceni marcou o 100º gol da sua carreira diante do Corinthians, pelo Paulistão. De quebra, a equipe quebrou um jejum de quatro anos sem vencer o rival paulista.

Reeleição de Juvenal Juvêncio
O presidente do São Paulo esteve presente no dia da apresentação de Luis Fabiano, no Morumbi. A contratação do centroavante foi a certeza que faltava para mais três anos de mandato de Juvenal no clube. O próprio mandatário disse isso diante do estádio lotado e empolgado com o atacante: "A eleição está ganha". E, de fato, estava. No dia 20 de abril, Juvenal foi reeleito com 163 votos, contra apenas sete do opositor Edson Lapolla.

Queda na Copa do Brasil
O São Paulo não disputava o torneio nacional desde 2004, em função das suas participações na Copa Libertadores. A estreia de Luis Fabiano foi cogitada primeiro contra o Goiás, nas oitavas, depois contra o Avaí, nas quartas. Porém, sem poder ajudar dentro de campo, o atacante viu o time cair em Floriaópolis, de virada, no dia 12 de maio.

Goleada histórica
Luis Fabiano não pôde ajudar na Copa do Brasil, tampouco no Brasileirão. Com ele em campo, talvez a história do clássico contra o Corinthians, disputado no dia 26 de junho, tivesse sido diferente. Com um a menos desde o primeiro tempo – Carlinhos Paraíba tinha sido expulso –, o arquirrival fez 5 a 0, com direito a três gols de Liédson e falha do goleiro Rogério Ceni.

Carpegiani demitido
Depois de perder do Corinthians, o São Paulo foi derrotado pelo Botafogo e, na sequência, caiu diante do Flamengo. O revés no Engenhão custou o emprego do técnico Paulo César Carpegiani, demitido no dia 7 de julho. O comandante, aliás, já tinha até planejado a maneira de como montar a equipe com Luis Fabiano entre os titulares. Não foi possível colocar em prática.

Novo comandante
Nove dias depois de demitir Carpegiani, o clube acertou com Adilson Batista. O comandante foi anunciado de forma oficial no dia 16 de julho e, até o momento, faz uma campanha regular. Adilson vem enfrentando com os problemas de desfalque e não esconde sua ansiedade em poder contar com Luis Fabiano entre os titulares.


Jogo 1000 de Rogério Ceni
Luis Fabiano não participou dentro de campo do milésimo jogo do capitão Rogério Ceni com a camisa são-paulina, mas foi um dos anfitriões da festa. Antes do jogo contra o Atlético-MG, em 7 de setembro, o atacante prestigiou o goleiro e esteve presente nas homenagens e na entrega de uma placa, ao lado de Juvenal Juvêncio e do ex-governador Laudo Natel.

Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/FC_OFABULOSO

Veja vídeos do Fabuloso no Youtube - http://www.youtube.com.br/fcofabuloso

Participe de nosso Fórumhttp://luisfabianomatador.webnode.com.br/

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!