4/23/2012

Luis Fabiano foca Copa do Brasil e avisa: 'É hora de matar'

“Matar ou morrer”: é assim que o atacante Luis Fabiano resume a missão do São Paulo  tanto no Campeonato Paulista, como na Copa do Brasil. Incomodado com o retrospecto recente do Tricolor nesse formato de competição, o Fabuloso quer apagar todos os comentários negativos sobre a equipe e deu o primeiro passo para isso diante do Bragantino, no último sábado.

Com dois gols, o Fabuloso comandou a vitoria tricolor por 4 a 1 nas quartas de final do Paulistão, mas não saiu de campo totalmente feliz, já que tomou o terceiro amarelo e está fora da semifinal contra o Santos. Agora, o atacante foca a Copa do Brasil e quer recolocar o time do Morumbi na Taça Libertadores, torneio que, reconhece, tem um gosto especial para a torcida.

– No mata-mata você não pode errar. Tem de entrar para ganhar, se não você morre. Vamos matar antes de morrer e apagar o que estão falando do São Paulo. No momento, temos de ganhar o que tiver. Torcida é assim, quer ganhar todos os jogos, todos os campeonatos. Querem ver o São Paulo ganhar, independentemente do que for – avaliou o jogador.

O mais importante é a Copa do Brasil, que nos leva à Libertadores"
Luis Fabiano
 
Entre o estadual e a Copa do Brasil, Luis Fabiano admite: é preferível ganhar a competição nacional, já que isso recolocaria o São Paulo novamente na briga pela Libertadores. A última participação tricolor foi em 2010, quando a equipe caiu na semifinal diante do compatriota Internacional, que se sagrou campeão daquela edição.

– O mais importante é a Copa do Brasil, que nos leva à Libertadores. A torcida do São Paulo gosta dessa competição, e faz tempo que o time não a disputa. Existe obsessão. Acho que é um título importante para nós no momento.

O rival tricolor na Copa do Brasil é um clube especial para o Fabuloso. Revelado pela Ponte Preta, em que jogou de 1997 a 2000, Luis Fabiano terá a Macaca como adversária nas oitavas de final da competição nacional, na próxima quinta, às 21h50m, no Moisés Lucarelli. O atacante não nega o carinho especial pelo time de Campinas e avisa: quando entrar em campo, o amor pela Ponte vai ter de diminuir.

– Conhecemos a Ponte, mas vai ser um jogo difícil. Para mim, será especial. Eu comecei na Ponte, meu avô era pontepretano doente, mas, a partir do momento em que eu entrar em campo, vai diminuir o amor – resumiu, entre risos.

Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/FC_OFABULOSO

Veja vídeos do Fabuloso no Youtube - http://www.youtube.com.br/fcofabuloso

Participe de nosso Fórumhttp://luisfabianomatador.webnode.com.br/

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!