2/08/2013

Fabuloso aprova clássicos na Seleção: ‘Não adianta se iludir’


Itália, Rússia, França e Inglaterra. Antes de estrear na Copa das Confederações, a seleção brasileira terá quatro adversários duros e tradicionais pela frente, sendo três campeões mundiais. Uma mudança significativa em relação aos rivais mais fracos dos últimos anos, pedida por Luiz Felipe Scolari quando foi contratado, e aprovada pelos jogadores.
Luis Fabiano é um dos que gostaram da notícia de ter clássicos pela frente. Substituído por Fred no intervalo da derrota para a Inglaterra, na última quarta-feira, o atacante espera estar na próxima convocação, que será para os jogos contra Itália, no dia 21 de março, e Rússia, dia 25. Para ele, enfrentar rivais sem expressão a essa altura do campeonato, tão perto dos principais torneios, seria ilusão.
- Acho que esse é o caminho, não adianta a gente se iludir. Precisamos medir forças com grandes seleções para vermos qual é nosso nível. Temos grandes jogadores, está começando o trabalho, temos de entrosar o quanto antes, fazermos um grupo forte e unido porque não resta muito tempo para a Copa do Mundo, e tem a Copa das Confederações logo ali.
A aprovação dos jogadores é um dos trunfos de Felipão na árdua sequência. O Brasil não vence um campeão mundial desde 2009, quando ainda era comandado por Dunga. Após o revés em Londres, na última quarta, o coordenador Carlos Alberto Parreira afirmou que os próximos jogos serão importantes para quebrar esse tabu.

Pouco antes da Copa das Confederações, que terá início no dia 15 de junho, a Seleção vai enfrentar a França, no dia 2, e a Inglaterra, no dia 9.
- É bom enfrentar adversários fortes, os atletas sabem disso, para mantermos uma linha nos próximos jogos - explicou Felipão.
Para os dois amistosos de março, novos jogadores deverão surgir na lista de Scolari, que convocou pouca gente do futebol brasileiro, em razão do início de temporada, e também não contou com atletas que atuam no Leste Europeu, ainda de férias. Sem falar no zagueiro Thiago Silva, que estava lesionado, e no volante Hernanes, que foi cortado.
Na lista de prioridades do treinador, deixar a equipe mais compacta nos duelos contra Itália e Rússia será um dos maiores desafios. Ele acredita num desempenho melhor, em razão de os clubes nacionais já terem disputado na época mais partidas pelos estaduais, Copa do Brasil e Libertadores.

- Há alguns detalhes de compactação de equipe para arrumar, podemos acrescentar três jogadores em melhores condições físicas. Serão dois jogos, teremos de sete a oito dias para treinar o time, isso modifica alguma coisa estruturalmente na equipe para que possamos saber que detalhe final teremos de mudar para a Copa das Confederações - completou o comandante.


Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/FC_OFABULOSO

Veja vídeos do Fabuloso no Youtube - http://www.youtube.com.br/fcofabuloso

Participe de nosso Fórumhttp://luisfabianomatador.webnode.com.br/

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!