11/21/2007

'Intruso', Luís Fabiano salva Brasil contra Uruguai e ameniza vaias


Convocado às pressas para o lugar do lesionado Afonso, o atacante Luís Fabiano apareceu entre os titulares nesta quarta-feira no lugar de Vágner Love e salvou a seleção brasileira no estádio do Morumbi. 'Intruso' no time do técnico Dunga, o artilheiro do Campeonato Espanhol anotou os dois gols do Brasil na vitória por 2 a 1 sobre o Uruguai, pelas eliminatórias da Copa do Mundo, e amenizou as vaias.

Com um futebol até abaixo do mediano citado por Kaká na véspera da partida, a seleção brasileira foi cobrada pela torcida paulista, que depois se empolgou com a boa atuação do ex-são-paulino Luís Fabiano e fez a festa. O resultado faz o Brasil retornar à terceira colocação - o Paraguai derrotou o Chile e fechou o ano na liderança.

A vitória brasileira sobre os uruguaios evitou também que a seleção de Dunga fizesse o pior começo de eliminatórias desde que o formato passou a ser de todos contra todos. E mais: acabou com um jejum de oito anos sem vencer os rivais. Nos seis jogos anteriores, houve uma derrota e cinco empates.

A falta de padrão e criatividade da seleção brasileira fez o Uruguai crescer no primeiro tempo da partida desta noite. Sem medo dos pentacampeões do mundo, os visitantes foram para cima. Logo aos 7min, o lateral-direito Pereira chutou de longe e obrigou o goleiro Júlio César a fazer boa defesa.

O camisa 1 do time do técnico Dunga, porém, não teve a mesma sorte no lance seguinte. Aos 8min, Pereira avançou pela direita e cruzou. Júlio César apenas olhou a bola atravessar a grande área e chegar à cabeça de Abreu, que completou para o fundo do gol. Imediatamente, parte da torcida pediu o corintiano Felipe.

A desvantagem no placar desestabilizou a seleção brasileira. Nervosos, os jogadores erraram passes em demasia e sequer chegaram com perigo ao gol defendido por Carini. Pelo contrário, o domínio da partida e as principais chances de balançar as redes foram do time do técnico Oscar Tabárez.

Foi assim aos 28min, quando Júlio César espalmou chute de Gargano e Cristian Rodriguez completou para fora da pequena área. E aos 34 min, momento em que o lateral Pereira arriscou de da meia-lua e o goleiro brasileiro fez grande defesa.

A paciência da torcida, que vaiou timidamente em alguns momentos, acabou aos 40min da etapa inicial. Tanto que a maior parte dos torcedores gritou: "Vamos jogar bola, ô ôô ôô". Pelo menos Luís Fabiano acordou com a cobrança, e aos 44min recebeu na direita de Maicon e chutou cruzado para empatar. Carini falhou. Na comemoração, o atacante se ajoelhou em cima do escudo do São Paulo, seu ex-time.

Mantendo sua característica de poucas alterações, o técnico Dunga mandou a mesma equipe para o segundo tempo. E viu o mesmo cenário: seus jogadores completamente dominados pelos uruguaios. Sem o controle do meio-de-campo, então, ele optou por colocar Josué no lugar de Ronaldinho, vaiado, aos 15min.

A torcida não gostou e rapidamente iniciou o coro: "burro, burro, burro". Josué, no entanto, deu mais mobilidade ao setor de armação verde-amarelo. E logo a seleção teve boas chances. Em uma delas, aliás, aos 19min, a bola sobrou para Gilberto na esquerda. O lateral chutou para o meio da área e Luís Fabiano marcou mais um, assegurando a vitória dos anfitriões.

A seleção brasileira volta a campo pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010 apenas em junho de 2008, quando encara o Paraguai, fora de casa, e a Argentina, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Antes disso, está confirmado um amistoso contra a Irlanda, dia 6 de fevereiro, em Dublin.



Te Amo Fabuloso e sempre estarei contigo!
♥________________________________________♥

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!