8/29/2009

Luis Fabiano reconhece que 'era a hora de deixar o Sevilla'

A sinceridade de Luis Fabiano nas entrevistas impressiona. Sempre fugindo das frases feitas repetidas pelos colegas, o atacante diz o que pensa. Literalmente. Na véspera de estrear com o Sevilla no Campeonato Espanhol contra o Valencia neste domingo, o Fabuloso afirmou ao GLOBOESPORTE.COM que ficou insatisfeito por não ter ido para o Milan, que será quase impossível para o seu time ser campeão nacional e que na lista dos melhores atacantes do mundo está atrás apenas de Samuel Eto’o.

Após ser artilheiro e campeão da Copa das Confederações com a seleção brasileira em junho, Luis Fabiano negociou com o Milan, conversou várias vezes com o técnico Leonardo e ouviu promessas dos dirigentes italianos. Mas seguiu no Sevilla, contra sua vontade. Valorizado, o Fabuloso sabe que será pressionado a marcar muitos gols nesta temporada e acha que pode brigar pela artilharia com um objetivo em mente: ir para a Copa do Mundo na África do Sul.

Confira os principais trechos da entrevista, feita por telefone:

GLOBOESPORTE.COM: Você acha que entra mais valorizado agora por tudo que fez com a seleção recentemente?

LUIS FABIANO: Acho que sim. A valorização existiu pelo fato de ter ido bem na Copa das Confederações. Depois disso, grandes clubes demonstraram interesse. Mas todo mundo está esperando agora que o Luis Fabiano faça um bom campeonato, marque muitos gols. A cobrança passa a ser maior também por tudo o que eu fiz com a camisa da seleção.

Qual a ambição do Sevilla no Espanhol? Tem como brigar pelo título contra os reforçados Barcelona e Real Madrid?

Será difícil brigar pelo título, quase impossível. Pensamos em chegar na Liga dos Campeões, que é um torneio muito importante para o clube.

Na última temporada, as lesões atrapalharam na disputa pela artilharia. Seu objetivo é ser o goleador nesse ano?

Com certeza. O Sevilla estando nem, tenho condições de brigar com esses grandes jogadores. Eu até gostaria que isso acontecesse, pois essa temporada é muito importante para mim: tem Copa. Eu quero fazer um grande ano, me manter na seleção e jogar o Mundial.

Hoje, você se considera um dos melhores atacantes do mundo? Ou até o melhor?

Um dos melhores até pode ser, pelo que eu vejo no futebol. Eu não estou atrás de muitos atacantes no futebol mundial não.

Quem está na sua frente então?

O Eto’o. Aqui na Europa, acho que o Eto’o, que viveu uma grande fase no Barcelona e agora está no Inter de Milão. Em comparação com o resto, acho eu não estou muito atrás não (risos).

A diferença é que você joga em uma seleção cheia de craques e de pressão, não?

Essa é a diferença. Eles são grandes atacantes, mas não vestem a camisa 9 da seleção brasileira. Isso tem que ser levado em consideração. Vestir a 9 do Brasil depois de grandes jogadores não é fácil.

Qual o balanço que você faz da negociação com o Milan?

Terminou com final triste. Eu esperava, realmente. Depois de tudo que os dirigentes do Milan fizeram nas minhas férias, chegaram a ir na casa da mãe do meu empresário, me ligavam, falavam para ficar tranquilo que ia dar tudo certo... E no final não fizeram tudo aquilo que a gente imaginava. Foi uma coisa bem decepcionante, eu achava que era o momento de sair. Já são cinco anos no Sevilla, um bom tempo. Acabou não dando certo. Isso faz parte do passado. Não posso ficar me lamentando esse ano porque tem muita coisa em jogo. Tenho que voltar minha cabeça para o clube que eu tenho contrato e fazer o melhor.

Então sua mágoa é maior com o Milan, que não fez tudo que prometeu, do que com o Sevilla, que não o negociou?

O Sevilla também poderia ter vendido. Mas realmente esperava era que o Milan fizesse aquilo que falaram que ia fazer. Fiquei sempre com a cabeça tranquila, sabia que é complicado negociar com o Sevilla, pois eles dificultam muito as negociações. Falei várias vezes com o Leonardo, um cara bacana. Mas nunca cheguei a me sentir jogador do Milan, fiquei sempre tranquilo.

"LuisFa, você é MAIOR e passa por cima de todos os críticos"
Participe da nossa Comunidade no ORKUT
♥_______________________________________________♥

Um comentário:

  1. Essa entrevista me doí no coração, Fabuloso merecia sim estar agora num outro clube, num clube grande. Me parece que falta a ele uma acessoria melhor, tanto perna de pau que consegue jogar em grandes clubes...
    Mas Deus tá no controle, e é justo. é so ele manter a humildade que ainda pode arrebentar no sevilla memso e na seleção, e quem sabe nõa pinta no proximo ano um grande clube?

    um abraço Pam

    ResponderExcluir

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!