5/21/2010

Kaká e Luis Fabiano recuperam-se bem de lesões.

21/05/2010 - CURITIBAOs astros da seleção brasileira Kaká e Luis Fabiano, que se recuperam de lesões, têm um prognóstico de evolução "extremamente favorável" que prevê sua chegada à África do Sul em bom estado físico, segundo o chefe da equipe médica, José Luiz Runco, e o preparador físico, Paulo Paixão.

Em uma coletiva de imprensa, Runco afirmou que os dois jogadores "estão evoluindo muito bem e dentro do cronograma previsto".

Em entrevista para uma multidão de jornalistas brasileiros e estrangeiros no centro esportivo do Atlético Paranaense, na região de Curitiba, Runco declarou que espera, nos dois casos, que os jogadores "na próxima semana estejam treinando com todo o resto dos atletas", já que a "evolução dos dois é extremamente favorável".

"Luis Fabiano (Sevilla) está muito bem, já começou um trabalho com Kaká com uma evolução muito boa. Kaká (Real Madrid) não tem absolutamente nada que nos preocupe. Não tem nada no púbis (onde teve uma lesão neste ano). Tem apenas um edema no músculo adutor da coxa esquerda", detalhou Runco.

O artilheiro do Sevilla- que é o goleador do Brasil na era Dunga, com 25 gols em 36 jogos - tem uma contratura muscular no adutor, que impediu sua presença na final da Copa do Rei, conquistada por seu time contra o Atlético de Madrid.

Kaká, por sua vez, vem de um ciclo de altos e baixos e rendendo menos que o esperado no Real Madrid (chegou em agosto de 2009), atingido por diversas lesões.

O médico indicou que são realizados nesta primeira etapa, no Centro de Treinamento do Atlético Paranaense, os primeiros exames clínicos e de laboratório dos jogadores da seleção, e que em "uma primeira amostra todos parecem bastante bem, não têm nenhuma patologia que nos deixe preocupados".

"Estamos agora em um período de concentração", expressou Runco, para afirmar depois que "não vejo nenhuma chance de criar uma especulação sobre cortes (na seleção por lesões), estou bem certo disso".

O preparador Paulo Paixão, por sua vez, afirmou que "não há nenhuma preocupação" sobre o estado físico dos jogadores. "Temos confiança em uma grande performance na Copa. Esse é nosso objetivo", acrescentou.

Paixão disse que agora o desafio é "tentar que os jogadores tenham um nível físico homogêneo", tanto os que acabaram a temporada na Europa como os que estão na metade, como o atacante Robinho (Santos).

O corpo técnico preferiu que a equipe não tenha contato com a imprensa por enquanto e realizará treinos em dois turnos até quarta-feira, possivelmente com exercícios no campo a partir de domingo.

O Brasil, que partirá para a África do Sul no dia 26 de maio, integra o Grupo G, com Coreia do Norte, Costa do Marfim e Portugal.





Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!