6/21/2010

Cafu distribui abraços, dá prêmio a Luis Fabiano e mostra preocupação

21/06/2010 - Poucos perceberam. O jogador que mais vezes vestiu a camisa da seleção brasileira, que disputou três finais seguidas de Copa do Mundo, que levantou a taça em 2002, estava lá, num cantinho da sala de entrevistas do Soccer City. Mais especificamente na primeira fileira, cadeira mais à direita, vestido "à paisana".
Foi Cafu quem participou da entrega do prêmio de melhor em campo a Luis Fabiano. O ex-lateral da seleção cumpria compromisso comercial com uma das empresas que patrocinam a Copa do Mundo e o próprio prêmio. Abraçou o atacante, abraçou Dunga, abraçou Jorginho e foi embora. Só então alguns jornalistas repararam: "É o Cafu?", perguntaram alguns. Sim, era o Cafu.

Antes da entrega do prêmio, o lateral conversou com a reportagem do ESPN.com.br. Voz baixa, sem querer polemizar, cravou. "O primeiro tempo foi muito ruim, né? Parecido com o primeiro tempo do jogo da Coreia. Se jogar assim contra times mais bem organizados, a seleção pode ter problema, viu."

"Gostei do Luis Fabiano. Fez dois golaços. E a expulsão do Kaká foi absurda", acrescentou Cafu.

Ele viaja nesta segunda-feira para Durban, para participar de mais compromissos comerciais. Volta ao Brasil e depois vem de novo à África para a semana que antecede a decisão da Copa do Mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!