10/06/2011

Luis Fabiano erra pênalti, e São Paulo empata com Cruzeir

Em um jogo de seis gols, que teve lindas jogadas, pênalti perdido por Luis Fabiano e tons de dramaticidade pelo que representava a partida para as duas equipes, São Paulo e Cruzeiro empataram em 3 a 3 na noite desta quarta-feira e ficaram mais longe dos seus objetivos.

O São Paulo vai a 47 pontos, mas soma a sua quarta partida sem vencer e pode ser ultrapassado pelo Botafogo e pelo Fluminense. Já o time mineiro segue seu calvário e está perto da zona de rebaixamento. Com 30 pontos, está em 16º.

Sem vencer desde que bateu o rival Atlético-MG na última rodada do primeiro turno, o time mineiro queria acabar com o incômodo jejum de oito jogos sem saber o que é vencer.

Já o São Paulo, mesmo tendo frustrado os mais de 60 mil torcedores que no domingo estiveram no Morumbi para presenciarem a estreia de Luis Fabiano, mas saíram decepcionados por conta do revés para o Flamengo, queria se aproximar dos líderes e seguir firme na luta pelo seu sétimo título no torneio.

O time paulista apostava no seu ótimo retrospecto fora de casa --havia conquistado 24 dos 46 pontos-- para voltar a vencer após três partidas.

Sem contar com Lucas que, além de ter sido expulso diante do Flamengo está servindo a seleção brasileira, o técnico Adilson Batista surpreendeu ao escalar Rivaldo desde o início, deixando Casemiro no banco de reservas.

Já Vágner Mancini foi ousado ao mandar a campo um time com dois meias ofensivos e dois centroavantes --Roger, Montillo, Farías e Keirrison.

Mas o início da partida foi o retrato do momento vivido pelas duas equipes na competição. O Cruzeiro postado na defesa à espera de um contra-ataque, ou de um lampejo de Montillo.

O São Paulo atacava, e via Luis Fabiano, em seu segundo jogo após retornar aos campos, fazer boa partida, dando bons dribles e distribuindo assistências, como a que deixou Jean na cara do gol, mas o lateral chutou para fora.

Só que aos 12min Montillo, o melhor jogador da equipe mineira, apareceu. O meia argentino avançou pela esquerda e serviu Keirrison. O camisa 9 se antecipou a Rhodolfo e marcou. Cruzeiro 1 a 0.

O São Paulo sentiu o gol e passou por momentos de vulnerabilidade, nos quais poderia ter sofrido o segundo gol.

Até que Cícero fez linda jogada aos 30min. Com direito a drible da vaca no zagueiro Léo, o meia invadiu a área, driblou o goleiro Fábio e se atirou. O árbitro Paulo Henrique de Godoy Bezerra errou ao assinalar a penalidade. Na cobrança, ao invés de Rogério, Luis Fabiano foi para a bola, mas foi parado pelo arqueiro cruzeirense, que fez grande defesa.

No fim do primeiro tempo, o time paulista fez uma linda triangulação entre Dagoberto, Cícero e Luis Fabiano, com dois toques de calcanhar. Mas na hora de marcar, Dagoberto tocou por cima de Fábio, só que o lateral esquerdo Everton evitou o empate.

O início do segundo tempo foi com o São Paulo em cima, pressionando. Mas apesar da maior posse de bola, o time não tinha mais o mesmo volume da primeira etapa. Isso porque o Cruzeiro estava ainda mais retraído em seu campo de defesa.

Para abrir a retaguarda mineira, o time paulista abusava das invertidas de jogo. Em um desses lances, surgiu outra boa triangulação do ataque do São Paulo, como já havia acontecido no fim do primeiro tempo.

Dagoberto tocou para Cícero, que fez o corta-luz para Luis Fabiano, que devolveu para o camisa 16. Na saída de Fábio, Cícero tocou e empatou aos 14min.

O São Paulo viu que o Cruzeiro titubeou com o gol sofrido, talvez desanimado por causa da sua situação no certame. E partiu para cima. Depois de ter um gol de Luis Fabiano anulado, Dagoberto arrancou da intermediária, passou no meio da defesa mineira e na saída de Fábio, tocou por cima para virar o jogo. São Paulo 2 a 1 aos 20min.

Mas um vacilo de toda a defesa culminou no empate do Cruzeiro. A defesa não conseguiu cortar cruzamento de Montillo, Luis Fabiano escorregou e não afastou a bola, que sobrou Charles soltar uma bomba e empatar aos 27min.

Só que a igualdade durou pouco. Dagoberto deu linda assistência para Juan, que apareceu nas costas de Vitor e, livre, cabeceou para marcar o terceiro aos 31min.

Mas outra falha, desta vez de marcação da defesa do São Paulo, culminou no terceiro tento mineiro. Aos 37min, após cobrança de escanteio, Anselmo Ramon apareceu livre na segunda trave e só teve o trabalho de empurrar para as redes vazias.

O fim do jogo foi dramático, com as duas equipes buscando o gol da vitória desesperadamente. Mas nenhuma delas foi competente.

Na próxima rodada o São Paulo encara o Inter, na Arena Barueri, enquanto o Cruzeiro volta a campo contra o Bahia fora de casa.

Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/FC_OFABULOSO

Veja vídeos do Fabuloso no Youtube - http://www.youtube.com.br/fcofabuloso

Participe de nosso Fórumhttp://luisfabianomatador.webnode.com.br/

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!