3/14/2012

Fabuloso se adapta e é fatal na área com só três toques

 
 São nove gols em 17 partidas. Desde sua reestreia pelo São Paulo, em outubro do ano passado, Luis Fabiano tem média de 0,52. Apesar das dificuldades com as lesões, mantém bom retrospecto.
 
Para chegar até essa marca Fabuloso não ficou muito tempo com a bola nos pés. Com exceção a um dos gols anotados contra o Santos, na última rodada do Brasileirão do ano passado, em todos os outros ele tocou no máximo três vezes na bola antes de marcar. Frente ao Peixe foram sete até superar o goleiro Rafael. O outro completou de cabeça.
 
Luis Fabiano faz jus à fama de referência do ataque. Não pega constantemente na bola, mas quando faz é para levar perigo ao adversário. Domina, no máximo ajeita, e já chuta. Como desde que retornou não se encontra em suas condições físicas ideais, assumiu de vez um novo estilo, diferente das arrancadas que o torcedor estava acostumado a ver.
 
O atacante recebe, domina e chuta. Sem tempo para o rival respirar. Com menos mobilidade do que nos tempos de garoto, decide num espaço mais restrito. Os nove gols foram marcados de dentro da área.
 
Nas nove oportunidades em que marcou desde o retorno, o Tricolor acabou vitorioso. Nesta quarta-feira, contra o Independente-PA, às 19h30, tem boa oportunidade de se isolar em nono lugar na artilharia histórica do clube – tem 127, empatado com Raí.
 
Fabuloso também reassumiu a responsabilidade de ser o capitão, após ser preterido em Belém-PA. Luis Fabiano se dá bem contra adversários de pouca expressão. No passado, pela mesma Copa do Brasil, já foi assim, por exemplo, contra São Raimundo-AM e Botafogo-PB. Hoje, contra o Independente-PA, mais uma oportunidade para se destacar.
 
POSSE DE BOLA54 segundosSão Paulo 4 x 0 Botafogo-SPNa estreia do Tricolor neste ano, o camisa 9 passou em branco na goleada. Ele perdeu oito bolas e tentou três finalizações a gol.37 segundosOeste 2 x 3 São PauloNovamente sem marcar gols, ficou pouco tempo com a bola no pé. Mesmo assim, conseguiu seis finalizações durante a partida.19 segundosSão Paulo 2 x 1 São CaetanoNo jogo que finalmente marcou o primeiro gol na temporada, sofreu um estiramento na coxa direita e saiu aos 31 minutos da 1ª etapa.100 segundosIndependente 0 x 1 São PauloJustamente no jogo que voltou após mais de um mês fora da equipe pela lesão, bateu o recorde de tempo com a bola no pé na temporada.42 segundosSão Paulo 2 x 1 PortuguesaNo jogo que marcou seu primeiro gol após voltar de lesão, não conseguiu completar um minuto de posse de bola. Contudo, foi decisivo marcando o tento da vitória.
 
COM A PALAVRA
 
Zé Mário Campeiz, Preparador físico do São Paulo, em entrevista ao LANCENET!
 
Luis Fabiano está em processo de evolução. Já melhorou de um jogo para o outro e isso foi nítido. Jogou 70 minutos contra o Independente, depois 90 contra a Portuguesa. Estamos atentos para que não tenha uma sobrecarga, para que não aconteça nova lesão. É preciso ficar de olho, porque já teve problema ano passado e este ano voltou a ter e parou.
 
Precisa ver como serão os próximos dois jogos e de que maneira ele vai reagir. Vamos decidir a classificação para Copa do Brasil e depois tem um clássico contra o Santos, outro jogo importante.
 
Procuramos sempre fazer com que ele se recupere bem e melhore algumas capacidades físicas. Bom que não reclamou de dor nos dois compromissos. Temos feito trabalho mais com bola, reforço muscular um pouco menor agora, porque tem os jogos para ajudar, então não dá para forçar tanto. É preciso haver equilíbrio.
 
DESTRUIDOR NA COPA DO BRASIL
 
São Paulo 10x0 Botafogo-PB28/3/01 O Fabuloso marcou dois gols na histórica goleada do São Paulo, no Morumbi. O artilheiro da noite foi o companheiro França, que fez três. Julio Baptista também marcou duas vezes no confronto. Como contra o Independente-PA, neste ano, o Tricolor, na ocasião, venceu o jogo de ida por 1 a 0 e não conseguiu eliminar o jogo de volta.
 
São Paulo 3x0 Vitória-BA2/5/01 Nas oitavas de final daquela temporada, Luis Fabiano fez os três gols do São Paulo no jogo de ida contra os baianos, em casa. Na partida de volta, nova vitória do Tricolor. Desta vez, por 2 a 0.
 
São Paulo 6x0 São Raimundo12/3/03 A maior vítima foi o clube amazonense. Impiedoso, o centroavante fez cinco na goleada no Morumbi. No jogo de ida, o Tricolor havia perdido por 1 a 0.
 
São Paulo 5x1 Gama2/4/03 Na goleada, no Morumbi, Luis Fabiano também deixou sua marca. Na ocasião, marcou um gol ante a equipe do Distrito Federal. No jogo de ida, o São Paulo havia empatado a partida por 2 a 2.
 
Siga-nos pelo Twitter Oficial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!