5/30/2010

L. Fabiano quer artilharia, mas foco é desfilar em carro aberto

30/05/2010 - Principal jogador do Brasil com a responsabilidade de balançar as redes, Luís Fabiano sabe que não pode desconsiderar a briga pela artilharia da Copa do Mundo da África do Sul. O jogador, inclusive, confirma sua vontade de lutar entre os principais goleadores e até aponta os concorrentes, mas avisa que seu grande objetivo é conquistar o título.

"Ser artilheiro é consequência. Claro que eu penso nisso porque sou atacante, mas o mais bonito é levantar a taça e desfilar no Brasil em carro aberto. Já tive essa oportunidade na Espanha, mas não no Brasil", afirmou, antes de completar.

"Não adianta ser artilheiro e ficar sem o título. Eu só iria para a casa com a chuteirinha de artilheiro, sem graça. Quero ser campeão, mas ser o melhor do mundo seria um sonho", acrescentou.

Mesmo com o foco na taça, Luís Fabiano também está de olho nos demais candidatos ao posto de goleador máximo na África do Sul. Apontou para um inglês, um espanhol, dois argentinos e um brasileiro.

"Rooney e David Villa são jogadores que fazem muitos gols e têm bastante qualidade. E o Messi também faz gol, mas não vai tão bem na Argentina como no Barcelona. Acho que tem ainda o Milito, além do Luís Fabiano, do Brasil, que também vai lutar para ser artilheiro", brincou.

Antes da conquista da seleção canarinho na Copa das Confederações de 2009, o jogador estabeleceu a meta de um tento por partida e cumpriu: foram cinco gols em cinco jogos. Agora, Luís Fabiano faz as contas do que precisa para brilhar também no Mundial.

"Eu estava analisando, porque são sete jogos até a final. Se eu não me engano, o último artilheiro foi com seis (na verdade, Klose marcou cinco em 2006). Eu gostaria de fazer o máximo de gols, mas Copa é difícil. Um por jogo seria bom, mas não é fácil", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!