6/05/2010

Atacantes da seleção de Dunga nunca fizeram gols em Copa

05/06/2010 - A habilidade de Robinho. A velocidade de Nilmar. A força e a explosão da dupla Luis Fabiano e Grafite. Ataque versátil e formado por artilheiros.
Luis Fabiano marcou 11 vezes nas últimas 13 partidas pela seleção. Nilmar fez sete em dez jogos com Dunga. Robinho foi o artilheiro da última Copa América, com seis gols. Em 2009, Grafite liderou a artilharia alemã: 28 gols.
Acostumados com a alegria das comemorações, os quatro ainda não viveram a experiência de marcar em uma Copa do Mundo. Robinho porque não fez gols
 em 2006 e os outros três porque estão estreando na competição.
A última vez que o Brasil levou para uma Copa atacantes que nunca haviam antes marcado gols antes na competição deu tudo muito certo. E, por coincidência, Dunga estava por lá e, no final, teve ao privilégio de levantar a taça de campeão. Foi na conquista do tetracampeonato, nos Estados Unidos, em 1994. Na segunda Copa de Bebeto e Romário, a dupla marcou oito vezes.
Ansiosos pelo primeiro gol em uma Copa, os atacantes sabem muito bem o que isso representa.
“Acho que fica para a história de vida, para a carreira do jogador, para a história da seleção, marcar um gol em uma Copa do Mundo”, disse o atacante Grafite.
Mas como é reserva, Grafitte aposta que o primeiro gol de um atacante será do dono da camisa nove. “Acho que vai ser do Luis Fabiano”.
Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!