6/12/2010

Luís Fabiano aposta: gols vão voltar a aparecer

12/06/2010- Esqueça o discurso pasteurizado da seleção de Dunga. Luís Fabiano é espontâneo. O atacante esperava logo de cara a pergunta sobre o jejum de gols, mas ela surgiu no terceiro questionamento dos jornalistas que estavam na sala de entrevistas do Hotel Fairway. Ele olhou para o assessor de imprensa da CBF, Rodrigo Paiva, e balançou a cabeça antes de responder. Era apenas para confirmar que eles já sabiam que esse seria o tema principal da coletiva.

A resposta foi sincera. "É chato, uma coisa que incomoda." A bola parece estar de relação rompida com o artilheiro do Sevilla. Luís Fabiano, que marcou 19 gols - assim como Robinho - desde que Dunga passou a ser o técnico da seleção, não balança as redes há cinco jogos.

Esse é o maior jejum do camisa 9. A última vez que marcou foi em 9 de setembro do ano passado, na vitória sobre a Argentina por 3 a 1, em Rosário, pelas Eliminatórias. Naquela oportunidade, o atacante fez dois. De lá para cá, nada.

O pior é que os adversários não foram tão fortes. A exceção foi o amistoso contra a Inglaterra. Luís Fabiano passou em branco diante de Omã, Venezuela, Zimbábue e Tanzânia. "Fazer gols sempre é importante, mas o objetivo era outro nesses dois amistosos, queria ver como eu estava depois da minha lesão", minimizou o atacante, referindo-se aos testes pré-Copa e ao problema na parte posterior da coxa esquerda que estava sentindo ao se apresentar em Curitiba, há 23 dias.

Fé na estreia. Mas Luís Fabiano, agora, se diz totalmente recuperado. E confiante. O histórico em estreias anima o atacante para o duelo com a Coreia do Norte na próxima terça-feira. No primeiro jogo sob o comando de Dunga, em 21 de novembro de 2007, o atacante fez dois gols na vitória sobre o Uruguai por 2 a 1 no Morumbi pelas Eliminatórias. O camisa 9 também deixou sua marca no início da Copa das Confederações do ano passado. Ele fez um na vitória sobre o Egito por 4 a 3.

"Ter um histórico bom em estreias me deixa tranquilo. Vai ser diferente. Estou esperando que os gols possam sair novamente." Vontade não falta. "Esse jejum não vai atrapalhar quem tem fome de gol", afirmou o atacante, pouco antes de treinar exaustivamente finalizações, no Randpark High School. "Já passei por isso outras vezes. O gol vai sair. Quando o primeiro sair, serão vários."

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!