6/14/2010

Luís Fabiano: “Se fizer gol, a bola vai ser a melhor do mundo”

14/06/2010 - Maior artilheiro da era Dunga, com 19 gols marcados em 26 partidas nos últimos quatro anos, Luís Fabiano foi um dos jogadores que fez duras críticas à bola Jabulani, utilizada na Copa da África do Sul. Mas às vésperas da estreia, o atacante afirma que a bola vai deixar de ser vilã imediatamente caso consiga marcar um gol contra a Coreia do Norte.

“[A adaptação] está melhorando, pouco a pouco. Amanhã, se fizer o gol, vai estar linda a bola. Vai ser a melhor bola do mundo”, afirmou o jogador nesta segunda-feira após o último treino do Brasil antes de enfrentar os norte-coreanos pela primeira rodada do grupo G do Mundial.

Apesar do status de goleador da era Dunga, Luís Fabiano chega à Copa vivendo um jejum de mais de nove meses, já que não marca desde o dia 5 de setembro, na vitória por 3 a 1 sobre a Argentina. Talvez até por isso ele prefira deixar a luta pela artilharia em segundo plano.

“Nosso objetivo é começar bem, fazer uma boa estreia. Espero também ajudar com gols, é lógico que eu estou ali pra isso. Mas a artilharia é segundo plano. O primeiro é sempre correr atrás do título”, disse o atacante.

No atual período de “seca”, foram cinco jogos disputados pelo Brasil com a participação de Luís Fabiano, contra Omã, Inglaterra, Venezuela, Zimbábue e Tanzânia. Isso permitiu que a marca de 19 gols fosse igualada por Robinho com três gols nos dois últimos amistosos de preparação. O atacante do Santos, contudo, fez 49 partidas no mesmo período.

O Brasil estreia na Copa do Mundo nesta terça-feira, contra a Coreia do Norte, às 15h30 (horário de Brasília), no mesmo Ellis Park, com acompanhamento em tempo real do iG. O confronto será válido pelo Grupo G, que também tem Costa do Marfim e Portugal, que se enfrentam também nesta terça-feira, às 11h (horário de Brasília).

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!