6/01/2010

Seleção está pronta para exames antidoping

01/06/2010 - A CBF confirma nesta terça-feira (01) a numeração oficial dos jogadores do Brasil na Copa do Mundo. Não haverá surpresas. Kaká fica com a 10 como nas últimas apresentações. Luís Fabiano será o 9. A novidade, de acordo com os dois coletivos de 45 minutos cada comandados por Dunga, é a confirmação de Michel Bastos na lateral esquerda em detrimento de Gilberto, agora seu reserva. O lateral do Lyon ficará com a 6, a não ser que tenha preferência por algum outro número nas costas e faça o pedido ao chefe.


Com a confirmação da numeração oficial, a Fifa já poderá aparecer de surpresa na concentração brasileira em Johannesburgo para exames antidoping aleatórios nos jogadores. A entidade costuma aparecer sem avisar e sempre bem cedo onde as delegações estão hospedadas. Colhem o sangue dos atletas e levam os testes para laboratórios específicos. Há um em Bloemfontein. É um procedimento de praxe. Foi assim que aconteceu na visita à Espanha, na semana passada, e também na casa dos italianos. Qualquer um pode ser chamado, de reserva a titular.


A Fifa não abre mão desta ofensiva contra o doping no futebol. Chegar de supetão e logo no café da manhã também faz parte do processo de intimidação a jogadores que possam estar se valendo de substâncias proibidas durante a Copa do Mundo. Todos os médicos das 32 delegações se comprometeram a ajudar nesta guerra contra o doping. O caso mais emblemático de jogador cujo teste deu positivo durante um Mundial foi Maradona, em 1994, nos Estados Unidos. O ex-atleta, agora técnico da Argentina, foi punido por 15 meses.


CREDENCIAMENTO


A delegação brasileira também vai tirar a parte da manhã desta terça para fazer o seu credenciamento na competição. Todos os jogadores e membros da comissão técnica precisam ser identificados. A partir do dia 6, a África do Sul vira território Fifa e somente os credenciados terão acessos aos locais destinados ao futebol, seja para treinos, entrevistas ou partidas oficiais.


Também nesta terça, após o treino da tarde, a seleção brasileira deixa a concentração pela primeira vez desde que chegou o país-sede da Copa do Mundo. Em voo fretado, o time de Dunga, com todos os jogadores, inclusive Kaká e Luís Fabiano, que fazem trabalhos específicos por causa de lesões, parte para o Zimbábue a fim de fazer o primeiro dos dois amistosos agendados antes da competição.


O avião sai de Johannesburgo às 20 horas (15 horas de Brasília). Serão três horas de viagem. O Brasil fica fora por apenas uma noite. O jogo está marcado para quarta às 15h30 (10h30). A volta para seu QG em Johannesburgo será imediatamente após a partida com o selecionado local. O outro amistoso será no dia 7, na Tanzânia, contra a seleção daquele país. Tem sido comum, às portas das últimas Copas, o Brasil medir forças contra adversários de menor expressão. Em 2006, a equipe de Parreira goleou um combinado de Lucerna, por 8 a 0, e depois ganhou de 4 a 0 da Nova Zelândia. (Robson Morelli - AE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!