10/18/2010

"Campanha do Brasil na Copa teve 90% de acertos", diz Luís Fabiano

18/10/2010 - Luís Fabiano ainda não digeriu muito bem a eliminação do Brasil na Copa do Mundo. Em entrevista ao site oficial da Fifa, o atacante afirmou que a derrota para a Holanda afetou seu início de temporada pelo Sevilla, quando ficou no banco de reservas. O jogador avaliou  participação do Brasil na África do Sul, demonstrou confiança em sua recuperação, espera voltar logo à seleção brasileira e mira disputar o Mundial-2014.

"Com uma derrota como essa, demora muito para recuperar a autoestima. Só quem disputou uma Copa e perdeu sabe o quanto dói. Foram 20 dias de férias, muito pouco tempo para sair daquela pressão e esquecer aquelas imagens do aeroporto, de quando você chega e vê o povo brasileiro triste. Tudo isso pesa. Mas a partir do momento que cheguei aqui [na Espanha] procurei deixar tudo para trás", disse o jogador.

O atacante avaliou a participação do Brasil na Copa, que se encerrou com a derrota por 2 a 1 para a Holanda nas quartas de final. "A campanha teve 90% de acertos. Os 10% de erros talvez tenham sido o segundo tempo contra a Holanda, que foi fatal. Até ali tudo era perfeito. A gente fez tudo da melhor maneira, se dedicou ao máximo, treinou... Mas dois erros custaram a vaga, e depois ficou muito duro reagir. Quando não ganhamos algo, parece que tudo estava errado. Até então, nossa trajetória na Copa América, na Copa das Confederações, nas Eliminatórias era perfeita. Sabíamos que estávamos no caminho certo. Mas, infelizmente, no futebol nem sempre o melhor ganha", analisou.

Embora tenha feito três gols na Copa, Luís Fabiano acredita que poderia ter um desempenho melhor na África do Sul. "Acho que poderia ter chegado na Copa em momento diferente, um pouco melhor fisicamente. Mas eu vinha de lesões, tinha parado alguns meses e, quando voltei a treinar, tive outra lesão que me atrapalhou muito. Durante a preparação tive que cuidar dela, perdi treinos, me sacrifiquei para recuperar o tempo perdido. Foram esses meses que me prejudicaram. Mas, na medida do possível, tenho que ficar satisfeito, porque ainda fiz três gols que nos ajudaram a chegar um pouquinho mais longe", avaliou.

Ele ainda se vê em condições de voltar à seleção brasileira e disputar o Mundial em 2014. "Sei que tenho totais condições de disputar uma Copa com 33 anos. Muitos jogadores que participaram da última tinham até mais e estavam jogando bem. Eu sou um cara que se cuida e, com certeza, estarei em boa forma. Ainda posso contribuir muito para a Seleção e nunca vou pensar em deixá-la. Sempre trabalharei no Sevilla para, se tiver uma oportunidade, poder voltar e seguir minha história com a Seleção", completou.

#TamoJunto Fabuloso até o FINAL!!

Siga-nos pelo Twitter > http://www.twitter.com/ofabuloso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!