1/24/2012

Leão "presenteia" Luis Fabiano e elogia falta de excessos como capitão

 Desde o fim de outubro do ano passado, quando assumiu o São Paulo, Emerson Leão tem usado táticas especificas com Luis Fabiano, a maioria delas com críticas em tom provocador. Sem Rogério Ceni, machucado, a nova estratégia de estímulo ao centroavante é lhe dar a faixa de capitão. Com um aviso logo entendido no último domingo: evite reclamar com os árbitros.

"Às vezes, o atleta que precisa elevar seu moral é escolhido sem ser líder. Por isso, falei ao Luis Fabiano: 'você vai ser capitão, não cometa excessos'. E acho que ele foi bem", contou o treinador durante sua participação em um programa de TV, ao relatar sua conversa com o camisa 9 antes da estreia na temporada, diante do Botafogo de Ribeirão Preto, no Morumbi, no domingo.

O relacionamento do astro com a arbitragem é um assunto que preocupou o treinador, principalmente no ano passado. Leão não aceitava as consecutivas reclamações do artilheiro e se recusou a ser compreensivo quando ele foi suspenso por acúmulo de cartões amarelos. Durante um treino sob forte de chuva, avisou: "fique aí tomando chuva para esfriar a cabeça".

"O Luis foi capitão não para acalmá-lo, mas para presenteá-lo. Mas, tudo que induzir o atleta a melhorar, nos faremos", justificou o comandante, que já havia dado a tarja ao centroavante no duelo contra o Bahia em novembro do ano passado, pelo Campeonato Brasileiro.

Rogério Ceni deve ficar até seis meses fora dos campos por conta de um estiramento no ombro direito. Até lá, a função de capitão é de Luis Fabiano, sob constantes pedidos de Leão para que ele não se altere no diálogo com os juízes. A esperança do chefe é que ele, aos 31 anos, evolua neste sentido com a responsabilidade de usar a tarja no braço.

Em relação à principal função do camisa 9, de balançar as redes, os pedidos de calma já foram feitos por Emerson Leão logo no primeiro tempo da vitória por 4 a 0 sobre o Botafogo. Até o intervalo, o centroavante se irritou principalmente com Fernandinho, já que estava constantemente livre, mas o colega preferia chutar em cima do goleiro.

Ao ver a cena, Leão o chamou e falou: "Calma, Fabiano. Fica ali que uma hora a bola bate em você e entra". O discurso, segundo o técnico, ocorreu antes de Rhodolfo abrir o placar. E acalmou o camisa 9. Mesmo sem ter balançado as redes, o ídolo acabou satisfeito com o resultado, até porque atraiu atenção suficiente para outros colegas, como Cícero e Edson Silva, marcarem seus gols.

Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/FC_OFABULOSO


Veja vídeos do Fabuloso no Youtube - http://www.youtube.com.br/fcofabuloso

Participe de nosso Fórumhttp://luisfabianomatador.webnode.com.br/

Saudações Fabianistas*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!