6/10/2010

Luis Fabiano aposta na “escrita da estreia” para acabar com jejum de gols

10/06/2010 - Luis Fabiano não marca um gol pela seleção brasileira desde setembro do ano passado, quando ajudou o time de Dunga a derrotar a Argentina por 3 a 1, em Rosário. De lá para cá, ele entrou em campo cinco vezes e não deixou sua marca.

O atacante titular do Brasil tem dito aos amigos que está ansioso pela estréia na Copa do Mundo, no dia 15, contra a Coréia do Norte. Mas se mostra tranqüilo com este jejum que inclui os dois amistosos contra o Zimbabwe e a Tanzânia. Por um motivo: Luis Fabiano tem certeza que vai manter a escrita de fazer gols em estréias com a seleção.

Em 2003, quando estreou no time nacional sob o comando de Carlos Alberto Parreira, Luis Fabiano deixou sua marca diante da Nigéria. Ele repetiu a dose na estréia da Copa América de 2004, quando marcou o gol da vitória sobre o Chile, já nos acréscimos.

Ele repetiu a dose na abertura da Copa das confederações, em 2009, ao anotar um dos quatro tentos brasileiros no jogo diante do Egito (4 a 3).

Luis Fabiano passa a maior parte do tempo livre acessando a internet no computador. Ele sabe que vem sendo cobrado do jejum de gols com a amarelinha. Mas garante que não se incomoda. A ansiedade que sente, disse o atacante, é mais pela estréia na Copa do Mundo.

A tarefa histórica que cabe ao artilheiro do Sevilha, da Espanha, não é das mais fáceis. O Mundial da África do Sul será o primeiro desde 1994 em que o ataque do Brasil não terá Ronaldo, o maior artilheiro da história das Copas com 15 gols marcados em três edições: 1998, 2002 e 2006.

Nesta quarta-feira, quatro jornais sul-africanos decidiram, destacar a matéria com a pergunta: “Quem vai ganhar a Chuteira de Ouro?”, prêmio dado ao artilheiro da Copa. Luis Fabiano faz parte da lista dos favoritos, ao lado de Lionel Messi, Eto’o, Wayne Rooney e outros.

Na única entrevista que concedeu na África do Sul, Luis Fabiano foi perguntado sobre seu desejo de ser o matador do torneio. “Se eu ganhar, será legal. Mas eu quero mesmo é levantar a taça de campeão do mundo”, afirmou o jogador.

Luís Fabiano garantriu a vaga de titular, com a camisa 9, marcando gols decisivos nas Eliminatórias e na Copa das Confederações, competições em que ele foi o artilheiro da Seleção. Em 36 partidas com a camisa brasileira, ele fez 25 gols.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!