10/11/2012

Luis Fabiano marca, Rogério defende e o São Paulo sobe

 
 
 
O Vasco não jogou mal contra o São Paulo. Teve oscilações como em diversas ocasiões anteriores, e não muito diferentes das do rival da noite desta quarta-feira, em São Januário. Mas houve detalhes que desequilibraram e influíram nos 2 a 0 para o tricolor: Luis Fabiano e Rogério Ceni. O primeiro abriu o caminho da vitória com um gol, o outro fechou o gol.

Há jogadores que, inspirados, destoam. Não é por acaso que se destacam. Luis Fabiano e Rogério Ceni provaram isso no clássico com o Vasco. O centroavante aproveitou a chance que lhe apareceu, como havia ocorrido no sábado diante do Palmeiras. Nem teve participação esfuziante no jogo. Mas, quando foi necessário, compareceu, deixou a marca do artilheiro.

Rogério Ceni brilhou mais, porque nas mãos dele morreram pelo menos quatro boas oportunidades vascaínas. O vovô da equipe esteve impossível, a ponto de desestabilizar Juninho Pernambucano, que arriscou de tudo quanto foi jeito. No final, veterano com veterano se entenderam, e um reconheceu o talento do outro.

O resultado torna animada a briga pelo quarto lugar (por enquanto) do Brasileiro. O Vasco ainda tem um ponto à frente do São Paulo (50 a 49), mas vive momento mais irregular, instável. Não foi à toa que parte da torcida vaiou o time, por sentir que há risco de não restar nem o sonho da Libertadores como consolo, depois de bom início de campeonato.

O São Paulo, ao contrário, cresce e Ney Franco parece ter encontrado uma fórmula mais estável, sobretudo para o sistema defensivo. Conta ainda com a melhora no desempenho de alguns jogadores, como Jadson, Osvaldo (autor do segundo gol), Douglas, e vê o time com boa perspectiva nas nove rodadas que restam até o encerramento da temporada. E tem, claro, Rogério e Luis Fabiano.
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!