2/19/2013

Sai Zika


Acostumado a balançar redes , o atacante Luis Fabiano vive uma  seca de gols na temporada. Seu último gol em 2013 foi contra o Bolívar (BOL), há mais de duas semanas, em La Paz, pela Libertadores. Desde então, passou em branco nas três partidas que disputou (Santos, Atlético-MG e Ituano) - quatro, se contar com o amistoso pela Seleção Brasileira, em Wembley, diante da Inglaterra.
Caso não marque contra o São Caetano, nesta quarta-feira, no Anacleto Campanella, o camisa 9 são-paulino irá igualar sua pior marca desde que retornou ao São Paulo, em 2011.


Fabuloso reestreou com a camisa do clube em uma derrota por 2 a 1 para o Flamengo, no Morumbi, pelo Brasileirão daquele ano. Na ocasião, quem marcou pelo Tricolor foi o atacante Dagoberto. No jogo seguinte, Luis Fabiano teve ótima oportunidade de voltar a marcar pela equipe, mas desperdiçou.
No empate em 3 a 3 com o Cruzeiro, em Belo Horizonte, o centroavante perdeu um pênalti, defendido por Fábio. O terceiro confronto da seca seria contra o Internacional, disputado na Arena Barueri, partida que acabou empatada em 0 a 0. Na sequência, derrota para o Atlético-GO por 3 a 0, no Serra Dourada. Jogo que ficou marcado pela demissão do técnico Adilson Batista.


O fim do período sem gols acabaria em jogo válido pela Sul-Americana, diante do Libertad (PAR). Após passe de Dagoberto, Fabuloso dominou no peito dentro da grande área e encheu o pé para dar a vitória ao São Paulo. Logo nos três compromissos seguintes (Coritiba, Libertad-PAR e Bahia), ficaria perto de novamente amargar seu maior período sem anotar, interrompido justamente no quarto jogo dessa série, contra o Avaí, quando marcou os dois do triunfo por 2 a 0.


Na temporada passada, o atacante voltou a ficar - em duas oportunidades - três duelos seguidos sem marcar. Pelo Brasileirão, não foi às redes contra Atlético-GO (perdeu pênalti), Flamengo e Sport. Já no fim da temporada, passaria em branco nos dois confrontos ante a Universidad Católica (CHI), pela semifinal da Sul-Americana, e contra o Tigre (ARG), no primeiro jogo da decisão do torneio, quando foi expulso.
Se para o torcedor são-paulino seu camisa 9 é a grande esperança de gols, os 90 minutos contra o São Caetano serão, para Luis Fabiano, a grande esperança de afastar a possibilidade de igualar sua pior marca dos últimos tempos.


A sequência de jogos seguidos em que Luis Fabiano não marcou nesta temporada:
- 3/2: Santos 3 x 1 São Paulo - Paulistão, Vila Belmiro
- 13/2: Atlético-MG 2 x 1 São Paulo - Libertadores, Independência
- 17/2: São Paulo 3 x 2 Ituano - Paulistão, Morumbi


Siga-nos pelo Twitter - http://www.twitter.com/FC_OFABULOSO

Veja vídeos do Fabuloso no Youtube - http://www.youtube.com.br/fcofabuloso

Participe de nosso Fórumhttp://luisfabianomatador.webnode.com.br/

Saudações Fabianistas*

Contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Siga-Nos!

Insta-Me!